Nova associada Abramed, Omnimagem busca representatividade para o Nordeste

Confira a entrevista com o sócio proprietário da Omnimagem, marca que está na vanguarda tecnológica do setor de medicina diagnóstica em Fortaleza (CE)

Juliano Esteves Viana, sócio-proprietário da Omnimagem, saiu de Fortaleza, no Ceará, e esteve em São Paulo para participar como convidado de uma reunião junto à Abramed. Foi quando sentiu que a associação estava aberta a ouvir suas demandas e que ele tinha plenas condições de contribuir com o fortalecimento do setor apresentando um pouco mais sobre a medicina diagnóstica que é realizada fora do eixo Rio-São Paulo.

A empresa, que acaba de inaugurar uma nova unidade dentro de um dos principais shoppings de Fortaleza, já tem planos para outras expansões ao longo de 2019 e segue acreditando na tecnologia como aliada do desenvolvimento.

Abramed em Foco: Desde a década de 1990, quando a Omnimagem iniciou suas atividades, quais foram os principais avanços do setor?

Juliano Esteves Viana: O crescimento do setor é vasto e todos os métodos diagnósticos evoluíram consideravelmente. Em termos de tecnologia, podemos mencionar o avanço da ressonância magnética, que é fabulosa e abrange muitas patologias; e do PET Scan, que ainda encontrará um campo de desenvolvimento muito grande pela frente via criação de novos marcadores radioativos. O contraste PSMA, por exemplo, é fantástico e representa uma mudança radical no diagnóstico do câncer de próstata.

Abramed em Foco: A Omnimagem tem planos de expansão para os próximos anos?

Juliano Esteves Viana:Inauguramos, dia 1º de dezembro, uma nova unidade no Shopping Center RioMa , que é um centro de compras bastante moderno em Fortaleza (CE). Por lá chegamos com a clínica completa, o que é uma novidade em nossa região que ainda não contava com uma clínica de diagnóstico por imagem em um centro comercial, algo que já é visto em outras cidades como Rio de Janeiro e Salvador.

E seguimos expandindo. Abriremos, também, uma unidade em Rodolfo Teófilo, bairro que apesar de ser um polo médico e abrigar o Hospital das Clínicas, a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará, o Instituto do Câncer e a Maternidade Escola, ainda não contava com uma clínica de diagnóstico por imagem. Estamos em fase de reforma do prédio e abriremos mais esse espaço em meados de 2019.

Abramed em Foco: A Omnimagem tem, como um de seus pilares, a inovação. Acredita que o fortalecimento do setor de diagnósticos está diretamente atrelado ao avanço tecnológico?

Juliano Esteves Viana: Na Omnimagem temos essa vertente de estar sempre em busca do avanço, de nos mantermos na vanguarda do mercado principalmente por estarmos fora do eixo Rio-São Paulo. Fomos os terceiros a oferecer PET Scan na região nordeste, logo após Salvador e Recife. Tivemos o primeiro tomógrafo da região. E somos a única clínica acreditada nível máximo pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), certificação que temos há cerca de sete anos.

Nós realmente tentamos trazer os diagnósticos mais modernos e as melhores tecnologias para Fortaleza considerando, sempre, nossas possibilidades e o que a região consegue absorver. Iniciamos, por exemplo, o PET Scan/CT com PSMA, investimento que poucas clínicas do Brasil estão fazendo. Por isso nos sentimos na vanguarda inclusive alinhados com grandes centros de saúde. Além do investimento em inovação, trabalhamos com profissionalização e capacitação médica e, hoje, temos médicos com especialização fora do país.

Abramed em Foco: Considerando sua experiência no setor, quais são os grandes desafios atuais da medicina diagnóstica no Brasil?

Juliano Esteves Viana: Um dos grandes desafios atuais está no relacionamento entre prestadores de serviço e seguradoras e planos de saúde. E a Abramed investe em melhor convivência e para mostrar que nós não somos os grandes vilões do setor, visto que temos altos custos – muitas vezes em dólar.

Abramed em Foco: Por que é tão importante que o setor esteja unido?

Juliano Esteves Viana: Eu me considero uma pessoa ativa na defesa do nosso trabalho. Faço parte de algumas associações em Fortaleza e atuo, por exemplo, na diretoria da Associação dos Hospitais do Estado do Ceará (AHECE), instituição que criou um braço para debater especificamente o setor de medicina diagnóstica. Não podemos ficar parados, assistindo ao que está acontecendo sem nos unir para uma defesa fortalecida. Precisamos ser proativos e eu vou sempre trabalhar para melhorar as condições do setor.

Com a Abramed, uma associação mais abrangente e forte, conseguimos enxergar essas questões a nível nacional junto a outros players muito relevantes, formadores de opinião. Então, mesmo não estando no eixo Rio-São Paulo, quero participar e contribuir.

Abramed em Foco: Como enxerga, hoje, a importância da Abramed dentro do segmento de medicina diagnóstica?

Juliano Esteves Viana: A Abramed é de extrema importância, principalmente na parte regulatória e no relacionamento entre prestadores de serviços e planos de saúde. Acho importantíssimo que a associação esteja disponível. Quando chegamos à Abramed, podemos até nos assustar um pouco por nos depararmos com grandes empresas da nossa área. Mas o associativismo é justamente isso. É a união de forças entre os maiores e os menores, entre todas as regiões do nosso país que é continental. Precisamos estar presentes nos quatro cantos do Brasil para que, assim, estejamos fortalecidos.

A Abramed acolhe não só empresas de todos os portes, mas atua de forma descentralizada e acolhe todas as regiões. E acredito que é esse o caminho. Quando participei pela primeira vez de uma reunião – ainda como convidado e não como associado – me senti muito acolhido por ter minhas demandas escutadas pelas empresas que lideram e norteiam o nosso setor, empresas nas quais nos espelhamos positivamente. Marcas que ditam o mercado.

Abramed em Foco: O que a Omnimagem espera da Abramed?

Juliano Esteves Viana: Espero ser ouvido pela associação e espero que a Abramed ganhe ainda mais voz junto a entidades regulatórias para nos representar. Principalmente a nós que, por muitas vezes, acabamos mais vulneráveis por estar fora do eixo Rio-São Paulo. Espero que seja uma associação cada vez mais ativa batalhando pelo nosso setor que é tão indispensável à saúde. Hoje, os médicos não conseguem tomar decisões sem um exame em mãos, sem um laudo para auxiliar na resolução das enfermidades, na busca por soluções. Aproveito a oportunidade para parabenizar a Abramed, inclusive, pela realização do Painel Abramed – O DNA do Diagnóstico. Recebi um exemplar e fico muito satisfeito por ver compilado, de forma inédita, todos esses dados do nosso segmento.