Abramed participa de debate sobre prestadores na ANS

Encontro, que reuniu as principais lideranças do setor para abrir a discussão sobre assuntos do setor

Contribuir para melhorar a proximidade de todos os entes do ecossistema da cadeia de saúde. Esse é o objetivo da reunião realizada no dia 29 de outubro, na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no Rio de Janeiro. A Abramed, na presença de sua presidente, Claudia Cohn, participou do encontro, que reuniu as principais lideranças do setor para abrir a discussão sobre assuntos do setor. A principal decisão tomada pelo grupo inclui a criação de um Grupo Técnico de prestadores de serviços.

Este comitê, segundo pontuou Claudia, tem como objetivo discutir pautas prioritárias de cada setor que compõe o ecossistema de saúde, como a contratualização, por exemplo. Entre os destaques, a presidente da Abramed pontua a necessidade dessa discussão e proximidade entre os agentes envolvidos. “Na cadeia de saúde tudo o que eles fazem ligados às operadoras, acabam impactando positiva ou negativamente a cadeia inteira de saúde, porque a operadora de saúde é uma administradora do recurso da empresa”, explicou.

Claudia ainda chamou a atenção para o papel da ANS nesse comitê. “Ficou claro pelo Rodrigo Aguiar, que ele reitera que a ANS não pode e não vai regular prestadores. Ele já tinha se posicionado anteriormente sobre isso e ele reiterou”. A próxima reunião para definição da agenda de discussões no âmbito da ANS foi marcada para o dia 12 de dezembro.

Participaram do encontro Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp); Federação Brasileira de Hospitais (FBH); Confederação Nacional de Saúde (CNSaude); Associação de Médica Brasileira (AMB); Associação Paulista de Medicina (APM); Conselho Federal de Medicina (CFM), Associação de Hospitais do Estado do Rio de Janeiro (AHERJ); Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB) e Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed).